sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

tenso.

engraçado, às vezes aparece alguém, que faz agente se sentir bem, que nos faz feliz e que na pura inocência, acreditamos que aquela pessoa vai ser diferente, que aquela pessoa não vai te decepcionar como as outras; e o mais engraçado ainda, é que SEMPRE estamos enganados, e aquela pessoa se torna mais uma da tua lista de conquistas, e fica por isso mesmo, é triste, mas é a realidade, cada um irá se tornar apenas mais um.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

eu não permito.

eu não me permito estar com mais ninguém; eu não me permito sentir outro cheiro além do teu; eu não me permito acordar e não lembrar de você; eu não me permito ouvir a nossa música, e lembrar de outro; eu não me permito, ver que tudo acabou sem ao menos começar; eu não me permito te ver com outro, é dor demais, não vou suportar, eu sei; eu não me permito acreditar que vou viver pra sempre sem ter você aqui, do meu lado; eu não me permito acreditar que tudo foi mentira, que cada palavra, cada gesto, eram falsos; na verdade eu não me permito te esquecer ... te amar, te querer.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

venom.

ele andava calmo, tinha uma vida agitada,mas naquele momento,permanecia calmo ; bebia algum whiske, fumava alguns cigarros, estava preocupado e atormentado por dentro, mas nunca deixava essa angústia transparecer; insegurança? medo? não, acho que era uma mistura de mágoa com orgulho, ele queria provar a todo instante que tinha superado tais situações, que estava por cima ... que estava melhor; mas ele não estava melhor, ele se matava,a cada dia mais, a cada hora mais, a cada segundo mais; se feria a todo instante que lembrava do seu passado, é como se a cada minuto, um pedaço dele se perdia, se perdia pra longe, ele sentia que tinha pouco tempo, e que viver só, era um destino certo pra ele, a mulher que estava ao lado,se levanta com intenção de ajudar, comprimenta ele, se apresenta cordialmente e lhe oferece veneno, ele mistura no whiske, agradece, dá um ultimo trago no seu cigarro, e bebe. Ela ficou feliz, em ajudar um homem infeliz, a encontrar a paz que todos buscamos.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

estranho.

estranho, em tão pouco tempo acontecem tantas coisas, que nem ao menos consigo lembrar ou sequer inúmera-lás; estranho é o que acontece e passa assim, rápido, sem dar tempo de aproveitar ou melhorar tal situação; estranho, é o jeito que um olhar, uma ação, o som de uma voz, fica em nossas mentes e nos perseguem pelo resto da vida; estranho, é levarem oque você tinha de bom, levarem o teu coração, e deixarem um vazio que nunca será preenchido; estranho, é você amar alguém, e ter plena consciência que esse amor nunca passará dos limites da tua mente ... da tua memória.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

... andava meio sem rumo, logo, notei que andava com uma distração, parecia que pensava,pensava e nunca chegava numa conclusão, tive a impressão de ver chegar alguém, quem sabe era o seu grande amor? ou melhor, quem sabe era uma parte dele,que estava perdida por ai? não consegui descobrir quem era, vi tanta emoção no seu olhar, que impacientemente me perguntava ''oque há de errado? porque ele tem esse brilho?'' outra questão que ninguém sabe responder, é, analisando agora, lembro me exatamente, era um pobre coitado, que andava triste e pensativo, sofria por amar e não ser correspondido, quem sabe ele tenha encontrado o tal amor? ou quem sabe ... o tal amor sempre estará perdido, é uma questão que só ele e o tempo, saberá responder.